menu

Image Map

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Casal faz ensaio de fotos para homenagear a filha que nasceu morta!

Eu sempre fui uma pessoa muito sensível e emotiva, e depois que me tornei mãe fiquei mais ainda. Uma verdadeira manteiga derretida! 
Essa semana navegando pela internet me deparo em vários sites, com esta matéria. Um casal que resolveu fazer um ensaio de fotos para homenagear a filha que nasceu morta. Nossa como eu me emocionei,  é muito triste! Chorei horrores...
As imagens causaram uma certa polêmica durante a semana, várias pessoas acharam um absurdo os pais tirarem fotos da filha que morreu, outras acharam mórbido demais e por ai vai...
Acontece que somente os pais sabem a dor que estão sentindo, perder um filho que foi tão amado e esperado. É uma situação dolorosa, e essa foi a melhor maneira que o casal encontrou de poder dar o último adeus a sua filha, registrando essa triste lembrança.










História
Emily Staley estava em sua 30ª semana de gestação quando percebeu, na manhã de sexta-feira que a pequena Monroe não se mexia mais. Ela e o marido, Richard, foram até o hospital e os médicos indicaram que não conseguiram pegar o batimento da criança. Mais tarde veio a confirmação após um ultrassom, o bebê já estava sem vida na barriga da Emily.
Segundo Lindseyann em entrevista ao jornal Daily Mail, a ideia do ensaio foi como forma de homenagear e manter viva a memória da pequena. A fotógrafa também usou a sua página no Facebook para contar a experiência. "Eu queria que esta família tivesse cada memória possível da criança que eu poderia lhes dar. Então com isso dito, gostaria que todos conheçam esta linda família".
"Todas as sessões que faço me afetam de forma diferente. Entrei no quarto de um hospital frio, sala 230, cheio de lágrimas e família. Todos estavam em descrença", comentou Lindseyann na postagem. "Eu agarrei a mão da mãe e disse que aquilo foi a pior coisa que poderia acontecer, mas que juntos iríamos superar aquilo”.
Emily e Richard resolveram compartilhar as fotos como forma de oferecer conforto a outras famílias que passaram pelo mesmo tipo de perda.  





Nenhum comentário:

Postar um comentário